.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 14 de fevereiro de 2015

RESENHA #1: OS CAVALEIROS DO ZODÍACO - A LENDA DO SANTUÁRIO

Ficha Técnica

Título Nacional: Os Cavaleiros do Zodíaco - A Lenda do Santuário
Título Original: Saint Seiya - Legend of Sanctuary
Lançamento: 11 de setembro de 2014 (1h33min)
Dirigido por: Keichi Sato
Com: Nobuhiko Okamoto, Kenji Nojima, Kaito Ishikawa
Dublagem: Letícia Quinto, Hermes Baroli, Élcio Sodré, Francisco Brêtas, Ulisses Bezerra, Leonardo Camilo
Nacionalidade: Japão
Gênero: Animação, Ação




Sinopse

Na luta para defender Atena e colocá-la em seu lugar de direito, os Cavaleiros de Bronze lutam para superar o Mestre do Santuário e os poderoso Cavaleiros de Ouro, guardiões de 12 casas.
Inicialmente chamado de "Saint Seiya - Knights of the Zodiac", o filme é uma adaptação para os cinemas da saga "Os Cavaleiros do Zodíaco".


Trailer



Opinião

Amanda

Este filme realmente apresenta efeitos especiais e detalhamentos que faltavam à série de Cavaleiros, dignos de Final Fantasy de última geração. E, claro, por ser um longa de 1 hora e meia, as batalhas não são demoradas, muito pelo contrário. Só que, para uma fã de Cavaleiros como eu, a facilidade do avanço deles nas Casas é extremamente rápida, sem espaço para muitas emoções.
A Casa de Gêmeos é pulada, já que passam diretamente da de Touro para a de Câncer. Transformam Máscara da Morte num ser caricato e cantor. Shaka de Virgem ajuda a conter Aioria de Leão. Miro de Escorpião, uma mulher? E jogou Seiya e Shun na próxima Casa, de Sagitário, onde Shura de Capricórnio os aguardava. A Casa de Libra não existe. O Mestre (na realidade, Saga de Gêmeos) acaba com Afrodite de Peixes gratuitamente.
Nada fica muito bem definido, os Cavaleiros de Bronze - Ikki quase não aparece - contam simplesmente com sua boa sorte e persistência, já que seu poder é muito inferior ao dos Cavaleiros de Ouro. Na luta contra Saga, vemos estátuas gigantescas (estilo Megazord) controladas por ele para destruir o Santuário. Há incontáveis explosões em todas as batalhas e nada daquele tempo longo para preparar um golpe forte, é tudo quase na velocidade da luz. Ah, não posso deixar de mencionar que a Athena falsa não tem sua identidade revelada.
A ideia de fazer com que as pesadas caixas de armaduras virassem correntes que eles usam nos pescoços foi muito bacana, em minha opinião. Entretanto, eles pareciam Homens de Ferro, pois as máscaras das armaduras encobriam todos os rostos. Faltou com que eu criasse empatia pelos personagens, seja pela rapidez dos acontecimentos, pelas suas mudanças físicas/armadura ou mesmo pelo fato de eu ter assistido o filme legendado, e não dublado, como me acostumei desde a infância (um erro, confesso).
Portanto, caso decida dar uma oportunidade a este filme, esqueça tudo o que você tem em mente sobre Cavaleiros do Zodíaco. Vá de coração e cabeça abertos, pois com certeza proporcionará uma boa diversão ou um belo desgosto, regado de críticas e comparações, dependendo do fanatismo pelo anime original.


Thiago

O filme não chega a ser ruim, pois se for visto por um jovem que não conhece Os Cavaleiros, ele provavelmente gostará. O grande problema é que por se tratar de algo de tal sucesso anterior, as expectativas foram gigantes por parte dos fãs, que esperavam um filme atual com maior investimento. Entendo que necessitavam dar uma repaginação, para não ser uma reprise simplesmente, e conseguir contar uma saga grande em um filme de duração normal atrapalhou. O visual e efeitos me agradaram, mas faltou o desenvolvimento do drama da superação, fora que exageraram na tentativa de humor, coisa que nunca existiu nos Cavaleiros. Se mal tinha espaço para os elementos da saga que foi tratada, para que incluíram uma espécie de musical pastelão? Fiquei com dó do Máscara da Morte original. Para mim, o filme mais reforça que a obra original, com os recursos de que dispunha, foi executada com maestria, e esse mostra que se tentarem focar na essência dos Cavaleiros, podem fazer algo incrível.





















Nota




Postado por






Nenhum comentário :

Postar um comentário