.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 21 de fevereiro de 2015

RESENHA #2: MUNDOS OPOSTOS

Ficha Técnica

Título Nacional: Mundos Opostos
Título Original: Upside Down
Lançamento: 22 de Agosto de 2012 
(1h49min)
Dirigido por: Juan Solanas
Fotografia: Pierre Gill
Com: Jim Sturgess, Kirsten Dunst, Timothy Spall, Neil Napier
Nacionalidade: Canadá / França
Gênero: Ficção Científica, Romance, Drama






Sinopse

Adam (Jim Sturgess) e Eden (Kirsten Dunst) se apaixonam ainda na adolescência. Um amor impossível, separado pela gravidade.
Eles vivem em planetas com forças gravitacionais opostas: ele no mundo inferior, pobre; ela no superior, explorador. São brutalmente afastados quando um patrulheiro interplanetário os flagra, provocando um acidente aparentemente fatal para Eden. Dez anos se passam e Adam é apenas mais um cara normal tentando levar a vida, ainda abalado pela perda da amada. Mas eis que Adam vê Eden na televisão e descobre que ela está trabalhando num prédio que conecta os dois planetas. Ele agora fará de tudo para, finalmente, reencontrar o amor de sua vida.

Trailer



Opinião

Peguei esse filme pra ver sem conhecer nada sobre ele de antemão, pensei até que existisse um livro ou série de livros no qual seria baseado, pois é um universo fantástico que foi criado e pode ser muito mais explorado do que foi no filme, mas não, o foco era realmente o romance.
O filme se passa em um mundo, ou mundos, de fantasia. São dois planetas gêmeos que estão posicionados um acima do outro, e suas gravidades são invertidas em relação ao seu mundo oposto. Sendo assim, o que pertence a um mundo, é expelido pelo outro ao invés de atraído. Existindo ainda uma relação de preconceito e submissão de um mundo, chamado de Superior, com o outro mundo, o Inferior, que é explorado.
Mas não se engane pensando que o filme irá explorar os detalhes e peculiaridades desses mundos, ele somente usa esse cenário de pano de fundo para um romance, que claro, explora situações que só ali poderiam existir. É assim que Adam, um jovem órfão do mundo Inferior, de alguma forma, se aproxima de Eden, uma jovem do mundo Superior. Mas algo dá errado e eles são separados e ficam sem se ver por 10 anos, até o Adam descobrir que Eden trabalha na Transmundo, empresa que fica na fronteira dos mundos. Ele começa a trabalhar na mesma empresa e então faz de tudo para ir ao outro planeta encontrá-la.
Eu fiquei realmente fascinado com o conceito dos mundos, e ao mesmo tempo gosto de romances, o que fez o filme ser muito agradável de assistir. E o filme tem um visual fotográfico lindo, com algumas cenas muito bem desenhadas. Mas ao fim do filme, senti como se faltasse muita coisa, mesmo a história romântica ficou bem superficial. E o lado da ficção então, me pareceu um completo desperdício de ideias que poderiam ter sido muito mais desenvolvidas. Ele tem um enredo pobre, deixa muitas lacunas sem explicação, a menos que aceitemos que foi assim e pronto. Incomodou-me pularem a parte em que o Adam e a Eden tornaram-se próximos na juventude, e também pelo fim repentino, onde foi dada uma breve explanação sobre os rumos da sociedade ao fim do filme.
O longa é bem produzido e tem bons atores. Mas seu problema é se propor a ser principalmente um romance, e ainda assim, ter falhado nisso. Deixou a impressão de que se fosse focado na ficção, poderia ser um filme realmente surpreendente, com continuações mostrando todo o universo por trás dos mundos. Mas gostei bastante de ter assistido, faz pensar que tudo depende muito do ponto de vista de quem vê. Assistam sem compromisso pois, apesar das falhas, é um belo filme.





Nota


Postado por


Nenhum comentário :

Postar um comentário