.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 22 de fevereiro de 2015

RESENHA #4: UM ANO NA SELVA, DE SUZANNE COLLINS


Ficha Técnica

Título Nacional: Um Ano na Selva (Skoob)
Título Original: Year of The Jungle (Goodreads)
Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco Pequenos Leitores
Ano: 2015
ISBN: 9788562500749
Páginas: 40
Formato: 29,5 X 22,5 cm
Acabamento: Capa Dura
Gênero: Ficção infantojuvenil, Autobiografia


Sinopse

Um ano na selva - Uma garotinha brincalhona, cercada de irmãos, pais amigos e atenciosos. Eis a pequena Suzy e sua família feliz.
Contudo, quando seu pai é chamado para a guerra numa selva distante, ela tem que lidar não só com a saudade, como também com a ansiedade, o medo, a insegurança e o iminente sentimento de perda. É assim, com delicadeza e o olhar lúdico de uma criança, que Suzanne Collins, autora da trilogia Jogos Vorazes, fenômeno da literatura jovem, narra em Um Ano na Selva a experiência vivida por ela quando, aos 6 anos, viu seu pai deixá-la para lutar na Guerra do Vietnã. Premiado e aclamado pela crítica internacional, o relato autobiográfico conta com os traços bem-humorados do prestigiado ilustrador infantil James Proimos, amigo a quem Collins dedicou seus “Jogos Vorazes”. 


Entrevista





Autora

Suzanne Collins é escritora e roteirista de programas infantis, formada em escrita dramática pela New York University. Fez vários roteiros para a Nickelodeon. Entre 2003 e 2007, Suzanne escreveu os cinco livros da série de fantasia As Crônicas do Subterrâneo. Em 2008, lançou Jogos Vorazes, primeiro livro da trilogia homônima que está na lista de best-sellers do The New York Times há mais de sessenta semanas e cuja adaptação cinematográfica foi lançada no começo de 2012.


Opinião

Ganhei este livro ontem, no Encontro Distopias promovido pela Editora Rocco, e pelo que me informaram, fui a primeira (ou uma das primeiras) a tê-lo em mãos, já que é um lançamento. Portanto, mal podia esperar para ler e deixar aqui minhas impressões para todos vocês.
Suzanne Collins consegue passar nesta autobiografia, toda a inocência de uma criança de 6 anos, que não sabe o que é guerra, não tem noção de tempo e imagina a selva como algo legal, feliz. Mas, ao mesmo tempo, mostra que a criança consegue perceber seu entorno e fazer associações mais profundas, sendo capaz de sentir ansiedade, angústia e preocupação.
A princípio, eu achei que este livro seria somente para crianças, mas ele tem algo a passar também para os adultos. Serve, inclusive, como um aviso. Devemos tomar cuidado com o que falamos ou como nos expressamos na frente de crianças, pois isso pode influenciá-las enormemente na questão da imitação, bem como de seus sentimentos. É possível ver a evolução do livro, especialmente nas diferentes selvas retratadas, baseada nos sentimentos da pequena Suzanne. Quem for ler, saberá exatamente porque digo isso.
O único ponto fraco (mas nem tanto, por se tratar de uma biografia) é que pode passar uma falsa esperança ou ilusão para as crianças, devido a seu desfecho. Mas até que está certo, pois crianças devem mesmo sonhar com situações melhores e felizes!


Frases Marcantes

"Todos nós temos algo de especial."

"Atrás dele, posso ver parte da selva. Parece diferente dos meus sonhos."


Capa e Diagramação



A capa condiz com a história do livro e o público-alvo, com o nome em verde remetendo à selva e impresso em baixo relevo. A parte interna da capa é trabalhada em verde.
É um livro contínuo, sem capítulos, com folhas brancas e cheio de ilustrações. As letras têm um bom tamanho, o espaçamento é grande e a numeração das páginas está localizada no canto inferior externo.
A revisão deste livro foi ótima. A editora realizou um belíssimo trabalho!


Nota



Onde Comprar




O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.


Postado por




10 comentários :

  1. Olá!
    Ainda não tive o prazer de ler " Um Ano na Selva". E parabéns pela resenha, ela está maravilhosa.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico contente que você tenha gostado!
      Beijos.

      Excluir
  2. Boa Tarde!
    Resenha perfeita, eu realmente estava em busca de um livro pelo ponto de vista de uma criança, (Você ler pensamentos?) e ainda não havia encontrado um que realmente vale-se a leitura, mais esse é perfeito...
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite.
      Pois é, este vale a pena sim, ainda mais por ser de uma autora tão cultuada, né?
      Beijos.

      Excluir
  3. Gosto de livros que me vejo lendo uma criança opinar sobre ser responsável pela familia, suas dores e frustrações assim como sua ansiedade e esperanças. Deve ser muito bom ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe você não terá o prazer de lê-lo em breve, né?
      Beijos.

      Excluir
  4. Gosto de livros infantis, e fiquei extremamente surpresa por ser uma biografia, sinceramente só olhando a capa não identificaria, amei a resenha breve e objetiva! Endendi que pela sua resenha que o final do livro deve ser remetido as crianças, já que o livro tb serve para adultos, e realmente concordo que as crianças devem sonhar com coisas boas sempre, pois criança é criança!
    bjs!

    ResponderExcluir
  5. Eu lembro quando você ganhou. MORRI de inveja!! Queria tanto este livro!!!
    Aquele dia não ganhei nada, como sempre.
    Adorei!!
    Ele é bem o que eu estava imaginando!!
    Lindoooo!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tão rapidinho de ler, Lelê. Tipo 20 minutos, rs.
      Naquela época, a gente nem conversava, acho.
      Beijos.

      Excluir