.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 25 de março de 2015

RESENHA #9: UM MOTIM NO TEMPO, DE JAMES DASHNER


Ficha Técnica

Título Nacional: Um Motim no Tempo (Skoob)
Título Original: A Mutiny in Time  (Goodreads)
Série: Infinity Ring - Livro 1
Autora: James Dashner
Editora: Seguinte - Companhia das Letras
Ano: 2013
ISBN: 9788565765114
Páginas: 240
Formato: 14,6 X 22,1 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Ficção científica




Sinopse

Quando os amigos Dak Smyth e Sera Froste descobrem o segredo da viagem no tempo - um dispositivo portátil conhecido como
Anel do Infinito - eles não têm nem ideia da guerra oculta e milenar em que estão entrando; e muito menos de que a partir daquele momento embarcarão numa jornada cheia de perigos e serão os responsáveis por salvar a humanidade.
Neste volume, os garotos são apresentados aos Guardiões da História, uma sociedade secreta que remonta aos tempos de Aristóteles, e descobrem que fatos históricos importantíssimos estão sendo misteriosamente modificados, gerando Grandes Fraturas na Terra.
Com a ajuda do Anel, Dak e Sera vão viajar até a Espanha de 1492 para tentar impedir a primeira catástrofe: um navegador chamado Cristóvão Colombo está sofrendo um motim terrível e será lançado ao mar antes de conseguir chegar na América! Eles precisam ser rápidos...


Book Trailer





Autor

James Dashner é autor de diversos best-sellers e já publicou muitos livros para crianças e jovens, incluindo as séries Maze Runner e 13ª Realidade. Nasceu em 1972, na Geórgia, nos Estados Unidos, e atualmente vive com a sua família nas Montanhas Rochosas. Em seu tempo livre, James adora ler, assistir filmes e esquiar na neve. 





Opinião

Um Motim no Tempo é extremamente bem humorado e leve. Voltado para o público juvenil, consegue facilmente conquistar adultos pela sua inteligência e descontração, assim como me conquistou. Criei um carinho muito grande por Dak e Sera.
Os dois são alunos da quinta série, e também são nerds, de tipos diferenciados. Ela gosta de física quântica/ciências, e ele ama história. Só que, mesmo sendo seu melhor amigo, Sera o considera um bobalhão, que fica irritando as pessoas com seus discursos sobre fatos históricos fora de hora e que é obcecado por queijo.
Sera mora com o tio, enquanto os pais de Dak são cientistas, e é numa incursão não-autorizada ao laboratório que os dois descobrem e finalizam o Anel do Infinito. A partir daí, a ideia da história como um todo é genial.
Entram em cena Brint e Mari, dois Guardiões da História que lhes dão a direção do que fazer para combater a SQ, uma organização que controla o mundo, e acabar com os desastres naturais que assolam o presente, usando o Anel do Infinito. Só que, para isso, eles terão que viajar no tempo junto com Riq, outro Guardião, para consertar as Grandes Fraturas (fatos pontuais que mudaram drasticamente os rumos da história e que não deveriam ter acontecido), de forma a mudar o futuro e acabar com as Reminiscências (espécie de memórias do que deveria ter sido, mas não é).
A primeira parada é na Espanha de Cristóvão Colombo, onde conhecerão as dificuldades e tentarão descobrir qual é, de fato, sua missão. O destino do futuro do mundo está nas mãos destes três jovens!
James Dashner escreveu muito bem, com uma narrativa em terceira pessoa, mesclando os pontos de vista de Dak e Sera em diferentes momentos. Espero que os próximos da série tenham seguido esta linha, pois cada volume foi escrito por um autor diferente e não sei exatamente o que esperar. Fiquei apaixonada! Recomendo demais!! 


Frases Marcantes

"O medo sempre fala mais alto que a verdade." 

"Dak, Sera, o mundo está todo errado. Ele saiu dos trilhos, e nós precisamos da viagem no tempo para colocá-lo de novo na rota certa."

"- O Bastão da Fala está comigo - Sera ergueu o galho que tinha pegado no chão. - E ele serve como porrete também, então é melhor vocês dois calarem a boca." 

"Sera sempre soube que tinha uma ligação especial com Dak. Por mais diferentes que fossem, eles pensavam de forma parecida, e com frequência chegavam à mesma conclusão." 


Capa e Diagramação



A capa tem os escritos envernizados. Possui orelhas.
Os capítulos iniciam-se sempre numa nova página, que são amarelas e resistentes, com o número do capítulo ao lado do símbolo do infinito, que também serve para mudar de cena dentro de um mesmo capítulo. As letras têm um bom tamanho, o espaçamento é grande e a numeração das páginas está localizada no canto inferior externo, alinhada com o texto.
A revisão foi excelente e encontrei somente um erro na página 106, onde "brincando" está escrito "brincado", então não é nada tão relevante e que atrapalhe. Agradeço à editora pela bela edição.


Nota



Onde Comprar



O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autor do livro.


Postado por




Nenhum comentário :

Postar um comentário