.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 25 de abril de 2015

RESENHA #2: GAME OF THRONES 5X2: THE HOUSE OF BLACK AND WHITE




















Olá, historiadores!

Mais uma resenha de série por aqui. Por enquanto, vamos permanecer somente com Game of Thrones e, conforme o tempo for deixando, expandiremos os horizontes, rs.

Lembrando que contém SPOILERS para quem ainda não assistiu.




Neste 2º episódio de GoT, mostra uma retrospectiva do 1º episódio e uma cena de Arya. Ela é a primeira a ser vista, observando uma estátua gigante de Braavos, que supostamente era um titã. Passeia pelo mercado local e veleja numa canoa com um homem (provavelmente o capitão do navio), que a leva à Casa do Preto e Branco. Lá ela é atendida por um senhor negro e com ar carrancudo, mas ele não a deixa ingressar na Casa. Ela então se senta nos degraus e faz sua "oração" rotineira da morte, cuja contagem é de somente mais quatro nomes: Cersei, Walder Frey, Montanha e Meryn Trant. Assim ela passa toda a noite chuvosa. Quando amanhece, ela se levanta e joga no mar a moeda que Jaqen lhe deu.


Sansa e Mindinho comem no mesmo local em que Brienne e seu escudeiro se encontram, sendo que este último os reconhece e acaba contando para ela, que segue direto para os dois e oferece sua proteção para Sansa. Esta, porém, não quer nada daquela, que é obrigada a fugir. Na fuga, Pod é salvo pela guerreira.


Jaime visita Cersei, que lhe mostra uma ameaça de Dorne a Myrcella. Zomba do amante/irmão por ele ser maneta e dizer que irá sozinho resgatar sua filha. Ele responde que não pretende ir só. O mercenário que trabalhou para Tyrion, Bronn, aparece conversando com Lollys, sua noiva (que é magra e bonita, diferente do livro) e apreciando Stokeworth. Eis que surge Jaime Lannister com um papel dizendo que Lollys se casará com Sir Williams Brack (?). Oferece uma noiva e um castelo melhores em troca de sua companhia até Dorne.


Nos Jardins de Água, a amante de Oberyn, Ellaria Sand, discute com seu cunhado, Doran. Diz que as Cobras de Areia (filhas bastardas do príncipe Oberyn, se não me engano) estão a seu lado para vingar a morte do pai. Doran se nega a deixá-la mutilar Myrcella.
Daario Naharis discute com Verme Cinzento acerca dos prós e contras d'Os Segundos Filhos e d'Os Imaculados. Na empreitada, conseguem capturar um Filho da Harpia. Todos aconselham Daenerys sobre o que deveria ser feito com o prisioneiro. Barristan Selmy lhe conta um pouco sobre o reinado de Aerys, o Louco (pai de Daenerys) e ela decide que o prisioneiro não será executado sem um julgamento justo.


Tyrion segue só bebendo e trava uma acalorada discussão com Varys , enquanto estão dentro duma carruagem, a caminho de Volantis e Meereen. Cersei começa a receber "Tyrions" em partes, tudo porque ofereceu um título de nobreza para quem o capture, vivo ou morto. Passa a servir como conselheira do  filho Tommen, nomeando Tyrell a Mestre da Moeda, Qyburn a Mestre dos Sussurros e seu tio Kevan Lannister, como Mestre da Guerra. Este recusa, dizendo que ela é somente mãe do rei e só aceitará conversar com o mesmo.



A filha de Stannis ensina a selvagem Gilly a ler, comentam sobre escamagris junto com Sam, e Gilly confessa ter perdido duas irmãs por esta doença. Stannis repreende Jon Snow por matar Mance Rayder na hora de sua agonia, por piedade. Oferece Winterfell e o nome Jon Stark para que ele o sirva, porém Jon recusará para manter seu juramento à Guarda da Noite. Com isto, ele correrá risco de ser castigado por Alliser Thorne, caso este seja eleito para Senhor Comandante nº998. Inicia-se a votação, e Sam inclui o nome de Jon como terceiro candidato. Pela diferença de um voto a mais, Jon é eleito o novo Senhor Comandante.


O velho da Casa do Preto e Branco aparece após Arya matar um pombo e encarar três homens que a importunavam e contra os quais ela pretendia se defender. Devolve-lhe a moeda e muda de rosto para Jaqen H'ghar, dizendo que é Ninguém e isso é o que ela deveria ser também. Entram na Casa.
Um ex-escravo mata o Filho da Harpia e é preso pelo crime, já que para Daenerys, justiça é justiça, não importa o lado. Ela manda que Daario o execute em praça pública, não acatando os pedidos de clemência de ex-escravos. Com isto, tem início um motim. Sozinha em seu quarto, Daenerys sai pela porta-balcão e encontra Drogon ali, mas ele sai voando para longe novamente.  

Este episódio teve um cunho bastante político e focou bem em Arya. Nem comento mais tanto das mortes, pois é como chover no molhado, rs.


Por Dentro do Episódio:



Próximo Episódio: High Sparrow




Postado por




Nenhum comentário :

Postar um comentário