.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 31 de maio de 2015

RESENHA #6: GAME OF THRONES 5X6: UNBOWED, UNBENT, UNBROKEN



Olá, historiadores!

Confiram como foi o 6º episódio da série.

Lembrando que contém SPOILERS para quem ainda não assistiu.


O 6º episódio de GoT começa com uma boa retrospectiva de episódios anteriores, de forma a lembrar de quase tudo de mais importante que ocorreu. Então Arya surge, limpando mais um corpo. E começa a questionar a moça que trabalha com ela sobre quem ela é, o que faz ali e como chegou até lá. A moça conta uma história e depois pergunta "O que eu disse, é verdade ou mentira? Você acreditou em tudo o que disse? Volte ao trabalho!". Já dormindo, ela é acordada por Jaqen H'ghar perguntando "Quem é você?" e ela acorda, respondendo ser Arya, e contando resumidamente sua história. Ele vai batendo nela, e depois justifica dizendo que ela mentiu sobre querer ser ninguém. Ela diz que não quer mais brincar desse jogo, e ele disse que nunca paramos de jogar.


Tyrion conta a Jorah que fugiu por ter matado o pai, que o queria morto por um crime que ele não havia cometido e estava dormindo com a mulher que ele amava. Também conta sobre a morte do pai de Jorah, que até então não sabia.

Uma menina chega muito doente à Casa do Preto e Branco, trazida por seu pai. Arya está esfregando o chão e se aproxima da garota, contando uma história crível, mas que na verdade é uma mentira para fazer a garota beber a água da fonte. Na cena posterior, vemos a menina na mesa de limpeza, já morta. Jaqen abre a porta por onde os corpos são levados depois de limpos e vai andando. Logo após, Arya vai atrás. Descem muitas escadas e chegam a diversos pilares iluminados por inúmeras velas. Nestes pilares, estão centenas e mais centenas de rostos, das pessoas que já morreram lá. Não fica claro o que é feito com os corpos. Jaqen diz "Não, a menina não está pronta para se tornar ninguém. Mas ela está pronta para se tornar outra pessoa".

Jorah e Tyrion estão conversando quando avistam um navio de escravos. Mas já é tarde demais, os homens haviam desembarcado e os pegam desprevenidos, capturando-os. Pretendiam matar Tyrion, mas ele consegue se safar e ainda valoriza Jorah, transformando-o em um guerreiro para as Arenas recém reabertas por Daenerys.


Mindinho retorna a King's Landing e é barrado pelos Pardais, mais precisamente por Lancel Lannister. Consegue chegar até Cersei, com quem conversa sobre a situação de Loras e também avisa que soube que Sansa está em Winterfell, prometendo atender o pedido da Rainha em trazer sua cabeça em uma estaca ao dizer "De fato, eu vivo para servir". Ele só não completa que vive para servir a si mesmo e ninguém mais.



Myrcella e o príncipe Trystane Martell se beijam no Jardim de Água, e Doran diz ao seu auxiliar que espera que ele ainda saiba usar o machado, pois a união dos dois é muito perigosa. Jaime e Bronn aparecem, bem como as Serpentes de Areia. "Insubmissos. Não curvados. Não quebrados", o lema dos Martell, é usado pela ex-amante de Oberyn quando as Serpentes começam a invadir o Jardim em busca de Myrcella. Jaime e Bronn encontram-na se beijando com o príncipe. As Serpentes chegam e começa um embate, que é finalizado pelo braço direito de Doran. Jaime, Bronn, Ellaria e as Serpentes são feitos prisioneiros. Diferentemente do livro, Myrcella não sofre nenhum dano em seu rosto, pelo menos por enquanto, foi poupada.



Olenna Tyrell chega a King's Landing e após conversar com a neta, vai direto falar com Cersei. Elas trocam farpas. Sir Loras está sob julgamento, e a Rainha Margaery é convidada a depor e, assim como o irmão, também nega todas as acusações. Emtão o antigo escudeiro de Loras é trazido acorrentado para depor e desmente tudo. Cersei finge-se de ofendida e defensora dos Tyrell, mas no final Margaery e Loras são levados para passar ao julgamento formal. Vendo a esposa ser presa, Tommen não faz nada.


Sansa abre a porta para Myranda, que diz estar lá para lhe dar um banho, já que é o dia de seu casamento com Ramsay. Conta das outras mulheres que Ramsay já teve e o que fez com elas, com o intuito de assustar Sansa, mas ela a põe para fora do quarto. Theon vai buscá-la, mas ela não aceita tomar seu braço. Ela se casa com Ramsay. Na noite de núpcias, ele a estupra (dizer que foi com violência seria redundante, não?), fazendo com que Theon assista a tudo, ao que ele chora silenciosamente.


Este episódio foi bastante profundo e acabou destruindo (ou não) o espírito de Sansa. Por tudo que eu havia lido da indignação das pessoas pela última cena, pensei que seria algo muito, muito pior. De qualquer modo, fica um pouco triste vermos que a série está mudando certas partes importantes do livro. Mas ficou muito bom, ao menos na minha opinião.


Por Dentro do Episódio:  


Próximo Episódio: The Gift



Postado por




2 comentários :

  1. Esta fase da série não realmente aproveitar, foi o pior. Não é segredo que "Game of Thrones" é uma série controversa. E é que a partir do primeiro capítulo, a série da HBO popular, baseado na série de livro inacabado G.R.R. Martin, é notável para colocar o espectador em uma posição de efervescência contínua, onde drama político é o prato principal, temperada com uma forte dose de sexo e violência, nada moderado. Por quatro temporadas a fórmula funcionou como um encanto, mas para a quinta temporada, os números não aumentou em seu ritmo habitual. Estamos dentro de dias após o lançamento da sexta parcela, uma época em que, finalmente, vai anunciar o destino de Jon Snow, é verdade? e, finalmente, deixar de dar muitas voltas à história, é só esperar e ver o que nos oferece esta nova trama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pía, eu até acho que a série tem seguido em um bom ritmo, e esperava que eles fossem esticá-la ao máximo, mas parece que devido ao elevado gasto por episódio, farão com o menor número de temporadas possível.
      Estou gostando bastante da 6ª até agora, teve algumas coisas bem surpreendentes.
      Beijos.

      Excluir