.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 27 de junho de 2015

RESENHA #9: GAME OF THRONES 5X9: THE DANCE OF DRAGONS

















Olá, Historiadores!

Depois do último episódio eletrizante, mal podia esperar para assistir o 9º! Agora trago para vocês o que aconteceu nele. A ideia era postar somente uma semana após o término da temporada, mas nem sempre os planejamentos dão certo.

Lembrando que contém SPOILERS para quem ainda não assistiu.


O episódio iniciou mostrando a Mulher Vermelha dentro da tenda, saindo no meio da nevasca só para ver as tendas pegando fogo. Houve perda de centenas de cavalos, suprimentos, armamento etc. Ao que tudo indica, foi Ramsay com seus 20 homens os responsáveis pelo estrago. Stannis ordena que comam a carne dos cavalos mortos, mas não desiste de seu propósito, não admite derrotas.

Jon Snow caminha na neve forte, seguido pelos selvagens. Sir Alisser Thorne abre os portões, provocando imenso alívio no Lorde Comandante. Alisser adverte que Jon tem um bom coração, mas que todos irão morrer por conta disso (de fome).

Stannis ordena que Sir Davos retorne ao Castelo Black e ordene que Jon Snow lhe mande suprimentos. (Mas é óbvio que mesmo que Davos chegue até lá e consiga pedir, devido aos novos habitantes selvagens, Jon não poderia ajudar Stannis). Davos insiste para levar ao menos a princesa Shireen com ele, mas Stannis é categórico em sua negativa. Então em sua despedida, Davos entrega uma miniatura de veado para ela e agradece por ela tê-lo ensinado a ler.

Doran está numa sala e inicia uma conversa com Jaime. Diz que não matará Jaime, pois não quer uma guerra. Faz um brinde ao Rei Tommen, ao que Ellaria Sand derruba propositalmente seu vinho no chão. Doran diz que Myrcella deve voltar a King’s Landing e Trystane a acompanhará, como seu noivo e também como Conselheiro no Pequeno Conselho no lugar de Oberyn. Ellaria o desacata, chamando-o de fraco e ele diz que mesmo ela sendo mãe de 4 de suas sobrinhos, se o destratar assim novamente, não viverá muito. Trystane decide perdoar Bronn e libertá-lo, mas ele também leva uma cotovelada na cara como compensação.


Arya está novamente vendendo ostras e o apostador desonesto a chama, mas ela fica distraída quando vê Meryn Trant chegar ao porto com Lorde Tyrell, para conversar com o Banco de Ferro. Ela passa a segui-los e entra em um bordel, onde Meryn e dois outros soldados estão. Meryn nega três mulheres, alegando serem todas muito velhas. Um dos soldados avista Arya e pede que ela entre para vender suas ostras. Por um momento fiquei com o coração apertado, imaginando o que de pior poderia acontecer com ela. Mas aí a dona do bordel entra com uma outra menina, um tanto assustada, e Meryn parece satisfeito. Arya é expulsa do bordel pela cafetina. Arya volta para a Casa do Preto e Branco e diz para Jaqen que o apostador não estava com fome e promete que no dia seguinte será feito (a morte dele).


Doran dá um ultimato em Ellaria, dizendo que ou ela acaba sua rebeldia jurando lealdade a ele ou morrerá. Obviamente, ela escolhe viver e se ajoelha em frente a ele, perante as Serpentes de Areia. Doran diz: “Eu acredito em segundas chances, mas não em terceiras chances”, numa óbvia declaração de que se ela sair da linha novamente, será seu fim. Ellaria visita Jaime e parece arrependida de seus atos (não que eu acredite piamente) e fala sobre o amor dele por Cersei.



Shireen brinca com a miniatura e Stannis entra na tenda. Ela diz querer ajudá-lo em seus problemas, e não gostei nadinha da forma e da cara que ele fez quando a abraçou. Acho que está considerando seu sacrifício. O que eu confirmo quando ele diz “Me perdoe”. Shireen caminha com a miniatura em mãos. Quando se dá conta ao ver o ponto onde será sacrificada, começa a gritar. A princípio, Selyse justifica dizendo que é a vontade do Senhor, mas quando ouve a filha gritando, tenta correr atrás para libertá-la, mas é impedida e chora. Stannis fica parado, só olhando. Agora é oficial, arranjei outro personagem para odiar.


Daenerys, Daario e Tyrion se encontram na Grande Arena. Chega Hizdahr e diz que se atrasou pois estava se certificando de estar tudo em ordem (suspeito, muito suspeito). A primeira luta acontece e quando chega a segunda luta, Jorah Mormont está no meio dos lutadores. Dany parece meio desnorteada por alguns segundos, mas depois bate palmas para que se inicie a batalha. Sir Jorah consegue eliminar dois dos cinco inimigos e é o campeão. Mas de repente ele pega a lança do adversário e atira na direção de Daenerys. Acerta um Filho da Harpia, e então inicia-se uma algazarra generalizada, com muitas mortes.
Dessa vez, as minhas suspeitas não se confirmam, porque Hizdahr é morto por um dos Filhos da Harpia. Dany volta a confiar em Jorah e lhe confia sua vida em meio ao caos. 


Tyrion mata um Filho da Harpia para proteger Missandei. Em sua fuga, eles acabam ficando cercados por muitos inimigos no meio da arena. Parece ser o fim da linha. Missandei e Dany se dão as mãos, prontas para suas mortes. Eis que surge Drogon e mata muitos comendo suas cabeças ou cuspindo fogo. Mas ele também é ferido algumas vezes com lanças. Para finalizar, ele reconhece Dany e a deixa montar, voando para longe com ela.



Esse episódio mexeu com meus nervos. Tive certas suspeitas, algumas confirmadas e outras não. Mas o que mais me chocou foi a atitude de Stannis. Não que já não tivesse sido sugerido, mas após tudo aquilo dele defender a filha quando pequena e fazer de tudo para salvá-la, achei que a hipótese fosse remota. Bom, mais um personagem para odiar e torcer para morrer!


Por Dentro do Episódio:  


Próximo Episódio: Mother’s Mercy



Postado por 





Nenhum comentário :

Postar um comentário