.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sexta-feira, 17 de julho de 2015

TEMA #3: CULTURAÇÃO


Olá, Historiadores!

E lá vamos nós novamente, com mais uma postagem do Projeto Culturação! Quem não lembrar do que se trata, clique aqui e veja maiores informações.

Dentre tantos temas interessantes para o mês, decidi escolher este:


10/07 – Dia da Pizza

TAG Livro em fatias. Esta deliciosa TAG vai nos fazer saborear cada fatia de pizza, atribuindo um livro para cada uma delas, de acordo com o seu grau de gostosura.


Nunca fiz TAGs e achei esta uma boa oportunidade. Talvez eu faça mais um tema ainda este mês, mas não prometerei nada. Por enquanto, confiram os livros que selecionei, conforme a TAG solicita.


1º pedaço: O mais gostoso de todos eles, aquele que você come primeiro com os olhos – Um livro que você comprou pela capa.

Nossa, são TANTOS os livros que compro pela capa, gente. Difícil escolher um. Mas uma das capas que mais gostei recentemente foi a de “Endgame – O Chamado”, de James Frey. A capa é linda, tendo o símbolo em alto relevo e todinha dourada. Minha meta é ler até o final do ano.


2º pedaço: Você está só começando e o segundo pedaço sempre deixa um gostinho de quero mais – Um livro que você leu e não vê a hora de lançarem a continuação.

No meu caso, os outros dois livros da trilogia já foram lançados e inclusive os tenho, mas por compromissos de parcerias, ainda não tive oportunidade de pegar o segundo para ler e estou morta de curiosidade para saber como prossegue a narrativa. E o livro é “Sombra e Ossos”, de Leigh Bardugo. Inclusive, já tem resenha dele no blog, confira aqui.


3º pedaço: Aquele que te faz querer outros sabores – Um livro que de tão bom, te faz querer ler todos os outros do mesmo autor.

Gente, eu juro...paguei R#2,00 nesse livro novinho e não esperava grandes coisas, mas o autor conseguiu me surpreender com sua leveza, com o carisma do personagem, mesmo diante de situações nada favoráveis e até tristes. O queridinho é “Como Falar com um Viúvo”, de Jonathan Tropper. Confira a resenha aqui.


4º pedaço: Quando você pensa que não vai conseguir comer, ele apenas abre mais o apetite – O livro que você não gostou no começo, mas que depois a leitura ficou irresistível.

Não diria que ficou irresistível, pois estaria mentindo, mas ficou um pouco mais interessante, porém somente quando já estava no 1/3 final. A mistura de terror e fantasia foi bastante inusitada, entretanto o personagem principal e narrador não me descia. Depois de um fato, passei a sentir um pouco de empatia por ele. Apesar de não amar o livro, darei uma chance à sua continuação, até porque já comprei mesmo, rs. Estou falando de “Prince of Thorns”, de Mark Lawrence. Em breve, sairá resenha pelo blog.


5º pedaço: Não tem o mesmo sabor que os outros pedaços, mas ainda assim você come – Um livro sequência, mas que não foi tão bom quanto os outros.

Esta série entrou na minha vida quando eu tinha somente 12 anos. Fez com que eu amasse ler e, talvez por isso mesmo, criei grandes expectativas para a continuação. Não foi ruim, claro que não, mas “Harry Potter e a Câmara Secreta”, de J. K. Rowling, não conseguiu me surpreender tanto quanto o anterior.


6º pedaço: Você já não está mais sentindo o gosto dele – Um livro que a leitura está arrastada, por mais que se esforce não consegue digerir.

Estive um bom tempo assim, na época do ensino médio, com um livro obrigatório para o vestibular. Sempre fui de ler demais, e nunca desistia de nenhuma leitura, mas esse foi o primeiro que tentei, por diversas vezes, e não passava da página 20. Até que, um dia, peguei e finalmente consegui ler. E, pasmem, eu gostei. Acho que realmente depende do nosso momento e entendimento para captar a mensagem do livro. É o “Memórias de um Sargento de Milícias”, de Manuel Antônio de Almeida.


7º pedaço: Aquele que te deixou empanturrado – Aquele livro que você está lendo, mas a leitura não está fluindo, como se estivesse entalada na garganta.

Não necessariamente é um livro ruim, é somente cheio de informações, especialmente históricas, além de ser grosso, então é uma leitura mais demorada mesmo (até demais) e já me conformei com este fato. Estou lendo bem aos poucos, em doses homeopáticas e intercalando com outros livros. Trata-se de “Queda de Gigantes”, do Ken Follett.


8º pedaço: Você não aguenta mais nem olhar para ele – Um livro que você detestou e que por este motivo ele encontra-se abandonado em sua estante, aguardando uma nova chance.

Nossa, fiquei pensando e pensando qual livro seria esse, pois eu não desisto de leituras, como disse acima. E então, me lembrei. Tem um livro, ou melhor, uma trilogia, que não consigo ler por nada do mundo. É difícil! São inúmeras notas de rodapé e é em formato de poema, duas coisas que, unidas, fazem com que seja detestável para mim. Mas, quem sabe um dia...por enquanto, o clássico “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri, deve permanecer mais alguns anos de molho.



Como puderam notar, fiz algumas “adaptações” na TAG, pois não consegui encontrar nenhum livro em minha memória que se encaixasse perfeitamente no exigido.

Espero que tenham gostado! Deixem seus comentários aqui embaixo.

Beijos.


Postado por





Nenhum comentário :

Postar um comentário