.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 30 de agosto de 2015

RESENHA #16: MISSÃO: IMPOSSÍVEL - NAÇÃO SECRETA

Ficha Técnica

Título Nacional: Missão: Impossível – Nação Secreta
Título Original: Mission: Impossible – Rogue Nation
Lançamento: 13 de Agosto de 2015 (2h12min)
Dirigido por: Christopher McQuarrie
Com: Tom Cruise, Jeremy Renner, Simon Pegg, Rebecca Ferguson, Alec Baldwin, Ving Rhames
Nacionalidade: EUA
Gênero: Ação, Policial






Sinopse

Ethan Hunt (Tom Cruise) descobre que o famoso Sindicato é real, e está tentando destruir o IMF. Mas como combater uma nação secreta, tão treinada e equipada quanto eles mesmos? O agente especial tem que contar com toda a ajuda disponível, incluindo de pessoas não muito confiáveis...


Trailer



Opinião

Neste quinto filme da série, a fórmula infalível é repetida: muita ação, diálogos inteligentes/intrigantes e cenas rápidas. Isso não dá muito tempo para quem assiste analisar os fatos ou buscar por possíveis falhas no roteiro. Mas, o mais curioso é que a trama se parece com uma teia de aranha, ou seja, é preciso prestar atenção para não “ficar enroscado”. O que quero dizer com isso é que, ao mesmo tempo em que a ação corre solta, muita informação é jogada e é preciso prestar atenção e tentar ligar os fatos e buscar o íntimo dos personagens.

Para quem já assistiu os filmes anteriores, é óbvio que fica tudo mais claro. Porém, se você ainda não viu nenhum, não se acanhe e corra para o cinema. É perfeitamente possível entender o filme, quase como se fosse único e sem ligação com os demais.

Tom Cruise parece querer ser o impossível dentro de si. Logo no começo do filme, há uma cena em que ele está do lado de fora de um avião, que decola. Tudo aparenta uma extrema realidade, e por um único motivo: tudo é real. Após assistir, pesquisei e soube que ele ficou preso ao avião por um cabo de aço. Esse avião de fato decolou e atingiu 400km/h. E, pasmem! O Tom Cruise queria perfeição, e para isso, gravou esta cena 8 vezes! As cenas de perseguição em moto e em carro, foram atuação dele mesmo. Por isso seu personagem, Ethan, é tão incrível!

A história é boa (exceção para o final, pois não gostei tanto assim) e os efeitos especiais estão demais! Além disso, a atuação dos demais atores também está boa. Cruise dispensa comentários, mas para um homem que passou de meio século de vida, ele apresenta um corpo bem interessante e um pique maior ainda. Recomendo imensamente o filme, já que eu mesma me apaixonei!



Nota 



Postado por


Nenhum comentário :

Postar um comentário