.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

BIENAL DO LIVRO RJ 2015 - ESPECIAL #3: BALANÇO FINAL



Boa tarde, Historiadores!

Já faz um tempinho que a Bienal acabou, e este post demorou para ser feito, pois precisávamos editar os vídeos e colocar moldura nas fotos. Além disso, eu fiquei doente (discorrerei sobre isso adiante, neste mesmo post) e minha mamãe passou por uma cirurgia logo após meu retorno. E, na volta da viagem, ainda fiquei BEM gripada e ocupada com trabalhos da faculdade...

Na quinta-feira, dia 10/09, tomei o ônibus aqui em São Paulo, para uma viagem de 6 horas até o Rio de Janeiro. Nem vou contar que tive que pedir “gentilmente” (sério, dessa vez eu fui gentil mesmo) para um cara sem noção do ônibus colocar um fone de ouvido, pois eu queria ler, e não ouvir Zezé Di Camargo. De toda forma, cheguei por volta das 13:00 na capital e me encontrei com o Thiago. Da rodoviária, fomos ao hotel nos ajeitarmos e programarmos para o fim de semana da Bienal.

Na sexta-feira, nosso primeiro dia lá, fizemos um reconhecimento de território e encontramos com alguns autores nacionais, como a Barbara Morais, no estande da Gutenberg, o Renan Carvalho no estande da Novo Conceito e a Tammy Luciano no estande da Valentina, além de vermos a FML Pepper neste último também, mas sem conversarmos com ela. Confiram no vídeo abaixo as aquisições do dia 11/09. Aliás, relevem nossas caras, pois é o primeiro vídeo juntos e com uma câmera mais ou menos e totalmente amador, rs.




O sábado era praticamente o dia mais aguardado, pois haveria encontro de blogueiros na Intrínseca, Colleen Houck e Sophie Kinsella. Contudo, porém, entretanto...na madrugada de sábado eu comecei a passar muito mal (não entrarei em detalhes, pois não quero ninguém enojado, rs) e fui piorando com o passar das horas. Eu praticamente não consegui tomar café da manhã e estava sem fome. Na hora do almoço, decidimos passar na farmácia dentro de um shopping em frente ao hotel, para ver se eu melhorava e aproveitava um pouco daquele dia, mas quase desmaiei lá e fui levada pela enfermaria do shopping a um hospital mais próximo e que atende meu convênio. Tudo isso de ambulância! Fiquei com vergonha e perdida, mas foi minha salvação. Tomei soro durante 3 horas e já levantei me sentindo curada.

Saímos do hospital e tínhamos que encontrar o ônibus certo, e a princípio correu tudo bem. Só que, quando chegamos em um dos terminais, tomamos o ônibus errado (ele possuía o mesmo número do que precisávamos pegar. Por qual motivo se coloca no mesmo terminal dois ônibus com destinos diferentes, com o mesmo número??) e acabamos no Leblon, com uma chuvinha caindo. Lá as calçadas são muito altas, o pessoal só circula de carro e o semáforo demora séculos para fechar. Quando finalmente fechou, eu pisei normalmente e...torci meu pé. Definitivamente, não era meu dia e eu já estava praguejando. Até tinha perdido um pouco minha animação pelo evento da Bienal.

Mas não há dia bom nem tão ruim que não chegue ao fim, e o meu terminou, ufa. Eu não sabia como estaria no domingo, mas torcia para que bem. Fomos por volta da hora do almoço, já com as malas, pois de lá iríamos direto para a rodoviária. Confesso que foi meio difícil nos locomovermos com mochila e mala de rodinhas, e fiquei uns 3 dias com dores nos braços. Neste dia, encontrei novamente com a Tammy para pegar autógrafo e comprei mais alguns livros, além de conseguir autógrafo do Josh Malerman para mim e uma amiga, também blogueira. Queríamos continuar mais, pois após às 20:00 muitos estandes fazem promoções de 70% de desconto. Porém, não queríamos arriscar e saímos da Bienal por volta das 19:00. Ah, o pai da Tammy me deu um marcador maravilhoso, além de a própria Valentina ter dado um marcador para pendurar na porta, escrito “Estou lendo! Não perturbe.”, amei! Abaixo, os livros adquiridos neste domingo.











Fotos dos dois dias:




















Fazendo um balanço final da Bienal, para mim não compensou pelos preços, pois paguei praticamente o mesmo da internet ou até mais caro. Claro, fiquei sabendo, após, que muita gente pegou inúmeros lançamentos por R$5,00, R$10,00, mas eu acredito que os organizadores poderiam ter adiantado um pouco esse horário da queima de estoque, em consideração especialmente a quem mora em outro Estado. Poderiam ter colocado a partir das 16:00, sei lá. Valeu por ter encontrado o Thiago e conhecido algumas pessoas, apesar de não ter mantido contato. Infelizmente, tive contratempos, o que diminuiu meu aproveitamento. Mas no final deu tudo certo, isso é o que importa!

E então, vocês foram à Bienal ou queriam ter ido? Gostaram do que adquiri? Deixem os comentários logo abaixo!

Beijos.


Postado por




Nenhum comentário :

Postar um comentário