.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

RESENHA #39: A PROMESSA DA ROSA, DE BABI A. SETTE

Ficha Técnica

Título Nacional: A Promessa da Rosa (Skoob)
Autora: Babi A. Sette
Editora: Novo Século
Ano: 2015
ISBN: 97885 42805550
Páginas: 432
Formato: 17,0 X 24,2 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Romance, Drama






Sinopse

Século XIX: status, vestidos pomposos, carruagens, bailes… Kathelyn Stanwell, a irresistível filha de um conde, seria a debutante perfeita, exceto pelo fato de que ela detesta a nobreza; é corajosa, idealista e geniosa. Nutre o sonho de ser livre para escolher o próprio destino, dentre eles inclui o de não casar-se cedo. No entanto, em um baile de máscaras, um homem intrigante entra em cena… Arthur Harold é bonito, rico e obstinado.
Supondo, por sua aparência, que ele não pertence ao seu mundo, a impulsiva Kathelyn o convida a entrar no jardim – passeio proibido para jovens damas. Nunca mais se veriam, ela estava segura disso. Entretanto, ele é: o nono duque de Belmont, alguém bem diferente do homem que idealizava, só que, de um instante a outro, o que parecia a aventura de uma noite, se transforma em uma paixão sem limites.
Porém, a traição causada pela inveja e uma sucessão de mal-entendidos dão origem ao ciúme e muitas reviravoltas. Kathelyn será desafiada, não mais pelas regras sociais ou pelo direito de trilhar o próprio caminho, e sim, pela única coisa capaz de vencer até mesmo a sua força de vontade e enorme teimosia: o seu coração.


Book Trailer



Autora

Babi A. Sette começou a escrever romances há três anos e não parou mais. Seu livro de estreia, Entre o amor e o silêncio, publicado pela Novo Século, teve a primeira edição esgotada em poucos meses. Formada em Comunicação Social, sente-se metade psicóloga e metade socióloga. Ama viajar, conhecer pessoas e descobrir lugares. Apaixonada por romances de época, jora que viveria feliz também no século XIX. Atualmente, mora em São Paulo com o marido, a filha, o cachorro, o gato e seus personagens. A promessa da rosa é o segundo romance da autora.


Opinião

Este livro, eu ganhei da própria autora e estava devendo a leitura e respectiva resenha. Agora, pensem em um romance histórico bom. Você não encontrará isso aqui, pois “A Promessa da Rosa” ultrapassa os limites do bom, é encantador e surpreendente.

Narrado em 3ª pessoa e ambientado em Londres e Paris, sua história traz dois personagens principais: Kathelyn Stanwell, uma jovem de apenas 17 anos, filha de um Conde, ama itens de colecionador e ama estudar e ler. Possui hábitos incomuns para uma dama, fazendo com que ela quebre uma série de regras vigentes e se meta em encrencas. Ela não tem o comum sonho de somente se casar e ter filhos, pois quer fazer isso por amor, e pode-se dizer que despreza os títulos da nobreza. Quanto mais alto, pior.  Arthur Harold, também conhecido como Duque de Belmont, é um homem de 30 anos, cuja última resolução é deixar as amantes de lado e finalmente se casar e ter herdeiros. Porém, ele precisa achar a mulher certa para a posição de 9ª Duquesa de Belmont, já que ele quer alguém que saiba se portar, mas que desperte o amor em seu coração.

Por tudo que foi dito de Kathelyn, pode-se imaginar que este seria um casal improvável, certo? Mas um baile de máscaras os aproxima como pessoas anônimas, e eles se deixam envolver por essa aura de mistério, cada qual pensando que o outro é alguém completamente distinto do que são, na realidade.

Poderia ter sido somente uma noite de loucura, mas quis o destino que logo eles se cruzassem novamente, desta vez com seus nomes e títulos verdadeiros. Arthur toma a resolução de tê-la para si, e começa todo um processo de fazer-lhe a corte. Mas nada será tão simples para este casal. Engano, inveja, vingança e ciúmes são alguns dos problemas que enfrentarão.

Babi trabalha bastante esse lado de vestir uma máscara social, de representar uma figura que, muitas vezes, não é a real. Além disso, aborda a superação, a questão de dar uma segunda chance para alguém, a miséria e a diferença entre as classes sociais. De fato, ela me surpreendeu com um romance maravilhoso, que arrancou muitas lágrimas e deixou meu coração apertado. Consegui enxergar algumas das minhas próprias características, em especial a teimosia, em Kathe, gerando uma grande empatia.

Cada capítulo trazia um elemento novo, algum fato ou situação, para construir não uma simples história de amor, mas a história de um amor complicado e cheio de desencontros. As ações de Arthur muitas vezes me irritaram e as de Kathe, em alguns momentos, deixavam óbvio que as coisas não terminariam bem. Confesso que quase chegando ao final, uma parte minha já torcia para que eles não ficassem juntos, de tantas dificuldades enfrentadas. Mas é óbvio que não direi se eles ficaram ou não juntos.

Alguns personagens secundários também ganham o coração, por sua história de vida e superação. A Srª Taylor e Jonas são personagens que deixarão saudade. O cenário é ricamente descrito e demonstra uma extensa pesquisa por parte da autora.

Infelizmente, como nem tudo são flores, se a diagramação e a capa me deixaram satisfeita, o mesmo não ocorreu com a revisão, que deixou a desejar. É possível encontrar inúmeros erros, inclusive no nome dos personagens. Por exemplo, há uma página em que o nome da pessoa citada é escrito de 3 maneiras diferentes. Isso pode acabar desanimando leitores mais exigentes ou menos pacientes. Talvez em uma próxima edição (espero que sim) isso possa ser consertado, fazendo jus à história.

É um livro único, ideal para quem não gosta de continuações ou não quer esperar por uma. Enfim, apesar da revisão falha, indico o livro, pois vale muito à pena!
        

Frases Marcantes

“ – Um baile de máscara é tão atrativo porque ele evidencia a nossa necessidade de fingirmos ser quem não somos.”

“ – Deixamos de ver a beleza e a singularidade das coisas só pelo fato de já termos alcançado-as. Que tolice.”

“ – Entendi que quem doma o mundo é a forma que escolhemos olhar para ele e não a forma como ele se apresenta diante de nós.”

“ – Você sempre estará em casa quando mergulhar no seu coração.”

“Kathelyn não acreditava no inferno da igreja, achava que os homens eram bons demais em sacanagens, para delegar funções ao diabo.”

“Estranho como a vida muda as pessoas e o tempo muda tudo.”


Capa e Diagramação



A capa é fosca, exceto pelo título e nome da autora, que estão envernizados, e está de fato muito bonita. Os capítulos sempre se iniciam em uma nova página, que são amareladas. Ao lado de cada capítulo há um galho com flores e em trocas de cena dentro de um mesmo capítulo, há a imagem de uma flor.  Possui orelhas.
A letra possui tamanho regular, o espaçamento é bom e a numeração das páginas é no canto inferior externo. Encontrei inúmeros erros de digitação/revisão, que por vezes prejudicam a leitura.



Nota



Onde Comprar



O livro é uma cortesia da autora Babi A. Sette. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.




Postado por


Nenhum comentário :

Postar um comentário