.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 3 de janeiro de 2016

RESENHA #56: SOMBRAS DA PRIMAVERA, DE KEILA GON

Ficha Técnica

Título Nacional: Sombras da Primavera (Skoob
Série: Saga Cores – Livro 2
Autora: Keila Gon
Editora: Novo Século
Ano: 2014
ISBN: 9788542803655
Páginas: 454
Formato: 16,7 X 24,0 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Fantasia, Romance





Sinopse

Amor, escolha, compromisso...
No segundo volume da saga, Melissa e Vincent lutam para perseverar em suas promessas e arriscam suas vidas para encontrar uma resposta... Quem controla o coração? O medo ou o amor?
Conflitos agitam a frágil realidade do Mundo Físico, enquanto intrigas se multiplicam em um Mundo Mágico, inóspito, onde nem tudo é o que parece ser. Amizades improváveis surpreendem com novas alianças; maldições e traições colocam o perigo perto de quem se ama. Sombra e Luz estão em confronto mais uma vez... Entre dificuldades e perdas, a esperança renasce com uma surpreendente descoberta e apenas a herança de uma linhagem única poderá mudar o rumo dessa história.
Melissa e Vincent confiaram no destino. Agora, precisam confiar na força deste amor.


Book Trailer



Autora

Nasceu em São Paulo, capital. Filha de pais aventureiros viveu boa parte da infância em Minas Gerais onde desfrutou de amizades inesquecíveis e compartilhou com a irmã mais velha o contato com a natureza. Este ambiente repleto de mitos e liberdade sempre instigou sua imaginação. Aeronauta, cursou Administração com Comércio Exterior em Campinas, São Paulo, trabalhou em diferentes áreas comerciais, mudou algumas vezes e viajou o necessário para acumular experiências inspiradoras. Amante dos livros de romance e ficção, é apaixonada pelo mundo da fantasia. Atualmente, reside em São José dos Campos, SP, com o marido, a filha e um gato.


Opinião

Esta resenha pode conter SPOILERS do livro anterior, "Cores de Outono" (resenha aqui).

A primeira mudança notável é a introdução do ponto de vista de Vincent na narrativa, ainda que não tão fortemente presente. Então, conseguimos ter uma noção de fatos anteriores (do livro anterior) e atuais, por sua perspectiva também. Entretanto, a principal narradora continua sendo Melissa, que ainda utiliza expressões como “cavalheiro carrancudo” e “ronronando”, mas em menor quantidade.

Vincent e Melissa continuam como casal, cada vez mais apaixonados, mas as brigas por ele não incluí-la totalmente em seu mundo (o mágico) são cada vez mais constantes, bem como os acidentes que a ignorância quanto a este lado da magia causam para Melissa. A aparente falta de confiança dele a incomoda muito! Em determinado momento, o mago acaba por se render e resolve explicar tudo a ela, em seus mínimos detalhes. Porém, uma traição totalmente inesperada culmina na separação repentina dos dois, e Melissa se vê num ponto em que não sabe que rumo tomar, ficando dividida entre o Mundo Físico (frágil), onde ela encontra problemas comuns envolvendo pessoas amigas e familiares, e o Mundo Mágico, do qual sua pequena irmã Alice (menina sagaz essa) também faz parte e ambas possuem e fazem novos amigos, e no qual ela precisa resolver uma série de conflitos. Será o amor dos dois forte o suficiente para vencer mais esses obstáculos? 

Arthur, vizinho e amigo de Mel, insiste em tentar um romance com ela, ainda mais quando um problema familiar assola sua casa, o que torna a situação ainda mais confusa para todos.
Posso afirmar, sem sombra de dúvidas, que este volume foi muito melhor do que o primeiro, que já havia me agradado bastante. Há alguns erros de revisão/diagramação, mas nada que prejudique a leitura.

Para mim, que adoro fantasia, este livro foi um prato cheio, introduzindo novas informações – já desconfiava de algumas desde o primeiro volume – e possibilidades dentro da história. Com um final que pode ser classificado como bem-humorado e fofo, ficou um belo gancho para o próximo e último livro da trilogia. Mal posso esperar!
       

Frases Marcantes

“(...) e meus olhos pararam nas pilhas de livros que se acumulavam ao lado da cama. Lá estava minha resposta. Eu poderia ser levada pelas mãos da imaginação, observar os acontecimentos sem me preocupar com escolhas, decisões. Ser conduzida para um fim que já estava escrito, que apenas aguardava meu encontro... Página após página, como o destino. Implacável e resoluto.”

“Você sempre tenta encontrar um caminho colorido para justificar minha essência. Mas não é assim que funciona, as sombras não têm cor.”

“A lei do livre-arbítrio é a mais poderosa de todas.”


Capa e Diagramação




A capa é fosca, o título e o nome da autora são envernizados. Os capítulos sempre se iniciam em uma nova página, que são amareladas. Possui orelhas.
A letra possui uma fonte razoável, o espaçamento é bom e a numeração das páginas fica no canto superior externo. Há erros de digitação/revisão, acredito que menos do que no livro anterior, mas nenhum deles prejudica a leitura.


Nota



Onde Comprar



O livro é uma cortesia da autora Keila Gon. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.




Postado por


2 comentários :

  1. Oi Amanda!

    Muito obrigada pela resenha e pelo carinho com o BT! E que venha Luz de Inverno para nos encantar ainda mais!

    Bjo bjo^^
    www.livrosdeelite.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Paula, boa noite!
      Estou super ansiosa para ler "Luz de Inverno", ainda mais que ele será publicado por outra editora. Essa notícia me animou muito. Espero que seja uma mudança para melhor.
      Beijos.

      Excluir