.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 21 de fevereiro de 2016

RESENHA #20: DEADPOOL

Ficha Técnica

Título Nacional: Deadpool
Título Original: Deadpool
Lançamento: 11 de fevereiro de 2016 (1h48min)
Dirigido por: Tim Miller
Com: Ryan Reynolds, T. J. Miller, Ed Skrein, Morena Baccarin, Gina Carano, Andre Tricoteux, Leslie Uggams
Nacionalidade: EUA
Gênero: Ação, Aventura, Comédia






Sinopse

Ex-militar e mercenário, Wade Wilson (Ryan Reynolds) é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida.

Opinião


Thiago

Eu curto bastante o universo de super-heróis, mas não tinha muita simpatia e nem tinha muito conhecimento sobre o Deadpool, talvez por ser um personagem consideravelmente recente que fez muito sucesso, e ter semelhanças com meu herói preferido, o Homem-Aranha. Mas com os trailers que saíram, fui buscar um pouco mais de informação sobre ele, gostei do que vi e criei bastante expectativa pelo filme.

A história é até bem simples e os trailers entregam boa parte, Wade é um mercenário que tem a vida confusa, mas consegue viver um amor. Então, é quando ele descobre que tem um câncer terminal que tudo muda, ele sofre um tratamento que o transforma radicalmente, e não feliz com o resultado ele busca por vingança como o Deadpool.

Mas o roteiro é brilhante não pela história, e sim pelas sacadas que tem nos detalhes dos acontecimentos. Passando por referências a outros filmes, piadas muito pontuais, muito humor nonsense e um pouco de humor negro, típico do personagem, e usando o que chamam de quebra da quarta parede (“Refere-se a uma personagem dirigindo a sua atenção para a plateia, ou tomando conhecimento de que as personagens e ações não são reais.”) que fez toda diferença e permitiu situações e piadas muito inusitadas. Não darei nenhum exemplo para não estragar a graça.

Os personagens secundários também têm uma ótima participação, as cenas com o taxista são demais, funcionaram muito bem. O vilão não rouba a atenção, mas faz bem seu papel. Aliás, o filme satiriza várias características comuns de filmes de heróis, já que a intenção é ser um filme diferente de tudo já visto antes. Os efeitos são bem feitos, inclusive bastante utilizados, mas sem problemas.

É bom lembrar que o filme tem classificação 16 anos (18 anos em alguns países), e que o Deadpool não é um herói realmente, mas sim um anti-herói, sarcástico e fanfarrão. Logo, o longa tem muita violência, sangue, nudez, palavras e piadas de baixo calão. E isso permitiu fazer um filme que acertou em cheio o que o público queria e esperava do Deadpool. É um filme incrivelmente divertido tanto pros que são fãs do personagem quanto pros que somente querem entretenimento sem grande censura.

Me diverti bastante, e o filme passou voando! Repetiria a dose sem problemas. Vi legendado, por medo de cortarem algum palavreado mais pesado na dublagem, aconselho fazerem o mesmo. Ah, uma dica: tem cena pós-crédito, como quase todo filme da Marvel. E isso foi alvo de piada.

Amanda

Finalmente aconteceu! Posso dizer que agora sim, consegui um super-herói (apesar de que ele não é, e sempre afirma isso) do qual goste. Deadpool não é "engessado", ele é só um cara mau que acaba com caras piores ainda. 

O fato dele interagir com o público foi genial, e mesmo a abertura do filme foi diferenciada, Praticamente em todos os momentos, as piadas surgem como críticas aos filmes de super-heróis produzidos até então. Ryan Reynolds conseguiu, definitivamente, se redimir por seus papéis anteriores, dando humor e uma certa leveza às cenas, incluindo aquelas em que está estourando os miolos dos outros. 

Aliás, Reynolds foi um dos produtores do longa, está de parabéns! Obviamente, há alguns mínimos erros nas gravações (como a espada não estar com ele e, na cena seguinte, estar), mas só descobri isso pesquisando depois, porque na hora do filme, é tudo muito corrido para prestarmos atenção a esses detalhes. 

Tem romance, mas não é nada clichê. Acredito que, de um modo geral, as pessoas gostaram e saíram satisfeitas do cinema, após uma sessão de boas risadas. Deadpool é, no mínimo, surpreendente! Mal posso esperar pelos próximos filmes dele.
  





Trailer




Nota



Postado por







2 comentários :

  1. Cara, eu tô doida pra assistir esse filme! Ontem fui ao cinema com a minha namorada e ela acabou me convencendo de assistir O Regresso, mas logo logo assistirei Deadpool também hahahah

    http://magoevidro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão falando muito bem do O Regresso também, esse eu ainda não assisti. Mas vejam sim o Deadpool, no quesito diversão ele é demais!

      Excluir