.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

terça-feira, 22 de março de 2016

RESENHA #64: CONSPIRACY 365: JANEIRO, DE GABRIELLE LORD

Ficha Técnica

Título Nacional: Conspiracy 365: Janeiro (Skoob)
Título Original: Conspiracy 365: Book One January (Goodreads)
Série: Conspiracy 365 – Livro 1
Autora: Gabrielle Lord
Editora: Fundamento                  
Ano: 2011
ISBN: 9788576766612
Páginas: 144
Formato: 16,8 X 24,3  cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Ficção, Thriller, Aventura, Young Adult



Sinopse

“Fique longe deles, Callum. Eles mataram seu pai. A Singularidade Ormond... Esconda-se pelos próximos 365 dias!”
Callum Ormond ficou aterrorizado ao ouvir, na rua, tais palavras de um homem desconhecido. O aviso significava que a doença que matou seu pai não tinha sido mera fatalidade? O alerta estaria ligado à carta que o garoto havia recebido do pai na qual dizia ter feito uma grande descoberta que mudaria a História e os rumos de sua família? Teria algo a ver com o desenho que viera junto?
O jovem, porém, não teve tempo para refletir. De repente, coisas estranhas começaram a acontecer: no ano-novo, o barco em que Callum saiu para dar um passeio quase afundou no mar. A casa onde vivia com a mãe e a irmã foi invadida. Depois veio o sequestro. Tudo o que os bandidos queriam era uma resposta - o que o garoto sabia sobre a Singularidade Ormond?
Do dia para a noite, Callum viu sua rotina se transformar em uma caçada, em que ele era o alvo de pessoas perigosas, capazes de tudo para obter informações sobre o segredo. Enquanto lutava para se manter vivo, o garoto tentava, com a ajuda das pistas deixadas por seu pai, descobrir o que é a Singularidade... Um enigma? Uma maldição? Ou uma sentença de morte?
Siga cada movimento de Callum nessa jornada - em que um passo em falso pode também ser o último. Não perca Janeiro, o início de uma trama cheia de ação, suspense e mistério.
Não pisque! Não se esqueça de respirar!


Opinião

Callum Ormond é um jovem de 15 anos que acaba de perder o pai para uma doença misteriosa, aparentemente causada por um vírus. Ainda estudando, mas também tendo que trabalhar para manter a família – sua irmã e mãe –, ele se vê dentro de um mistério ainda maior quando é abordado por um suposto louco na rua, dizendo que seu pai fora morto e mencionando a Singularidade Ormond. Além disso, ele é avisado: “Esconda-se pelos próximos 365 dias!”.

A princípio, Callum não leva nada disso a sério, mas quando fatalidades começam a ocorrer com ele, pondo sua vida e a de seus familiares em risco, passa a repensar se aquele homem não tinha razão. E a trama começa a ficar ainda mais misteriosa quando seu tio, irmão gêmeo de seu falecido pai, parece querer esconder pistas que podem levar à solução de tudo. Preciso confessar, não gostei do homem desde o princípio. Tentando resolver a situação, o protagonista começa a ser perseguido por pessoas perigosas, de diferentes grupos.

Não posso falar muito mais do que isso, pois o livro é curto (só 144 páginas) e possui muitos outros volumes – são 12 livros no total, todos já publicados pela Editora Fundamento, e ainda há cerca de 5 livros que contam os momentos após os 365 dias (o que faz supormos que Callum conseguirá sobreviver a este período, o que não quer dizer que não haverá surpresas). Narrado em 1ª pessoa, está disposto na forma de um diário, no qual os capítulos são os dias do mês de janeiro, e os capítulos são subdivididos em horários nos quais algo relevante acontece.

A história em si traz cada vez mais elementos surpreendentes e misteriosos, que fazem a tensão aumentar, especialmente no final deste volume, e não são solucionados nestas páginas. Eu já imagino o que ocorrerá, mas há aquela ânsia de realmente querer saber, tanto que já comprei o próximo volume e quero adquirir em breve os demais da série, até por que prefiro esta capa de 2011 à da edição de 2015, que são todas iguais, só mudando as cores. Apesar de que, pelas minhas pesquisas online, os meses de outubro, novembro e dezembro foram publicados somente com as capas novas. Realmente não gosto quando fazem isso com as capas, ou quando mudam de selo da editora no meio da série, acaba com toda a estética...

Os livros têm um preço elevado, se formos levar em conta a quantidade de páginas. Porém, garanto que vale cada centavo. O capricho da edição, com detalhes laranjas em todas as páginas, e a inclusão de alguns desenhos para termos maior noção do que está sendo descrito, é incrível.

Estou ansiosa pela continuação desta história, que me parece bastante promissora, e com certeza não terei receio de adquirir outros títulos desta editora.
   

Frases Marcantes

“Durante toda a vida, nunca havia dado muito valor ao que tinha. Naquele momento, daria tudo para estar em meu quarto, em casa.”

“Ele dizia que a vida era sua religião, que é preciso vivê-la bem e honestamente, ser grato por tudo o que acontece, pois tudo o que acontece é a vida se manifestando, quer gostemos ou não.”


Capa e Diagramação



Não sei se estou certa, mas a capa me parece da minissérie feita com base nos livros, e eu gosto mais da versão de 2011 do que da de 2015. Os capítulos na verdade iniciam-se com a data e a contagem regressiva dos 365 dias. As páginas são amareladas e a diagramação está muito bonita, com detalhes na cor laranja, creio que para combinar com a capa. Espero que os próximos tenham seguido essa lógica. Possui orelhas.
As letras e o espaçamento são bons e a numeração das páginas é centralizada na parte inferior. Encontrei só dois erros de digitação/revisão que não prejudicam a leitura.



Book Trailer



Nota



Autora

É uma escritora australiana que tem sido descrita como a Primeira-Dama do Crime da Austrália. Ela publicou uma ampla gama de escritos incluindo resenhas, artigos, contos e não-ficção, mas ela é mais conhecida por seus thrillers psicológicos.
Sua série Conspiracy 365 foi adaptada por uma TV australiana em forma de minissérie com 12 capítulos.



Onde Comprar



O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.




Postado por


Nenhum comentário :

Postar um comentário