.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

RESENHA #105: A GAROTA DO CALENDÁRIO - JULHO, DE AUDREY CARLAN

Ficha Técnica

Título Nacional: A Garota do Calendário – Julho (Skoob)
Título Original: Calendar Girl: July (Goodreads
Série: A Garota do Calendário – Livro 7
Autora: Audrey Carlan                 
Editora: Verus – Grupo Editorial Record
Ano: 2016
ISBN: 9788576865285
Páginas: 128
Formato: 20,8 X 13,4 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Romance, Erótico/Hot
Recomendação: 18+


Sinopse

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser. Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em julho, Mia estará em Miami para ser a estrela principal do novo videoclipe do cantor de hip-hop Anton Santiago. Anton é lindo, confiante e está louco por Mia, mas, para ficar com ele, ela terá que resolver algumas questões do passado...


Opinião

Este livro é o sétimo da série “A Garota do Calendário” e pode conter SPOILERS dos livros anteriores. Leia as resenhas de Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio e Junho.

Confesso que este foi o livro (da série) que me deixou com mais receio de ler, até o momento. E talvez muitos se perguntem por quê. Se você já leu até Junho, sabe que a Mia é atacada pelo senador Aaron Shipley, filho de seu cliente anterior. Para mim, era óbvio que isto deixaria sequelas, e meu “medo” residia justamente aí: se a autora fizesse com que a Mia continuasse desejando loucamente seus clientes, sem ficar com o mínimo trauma que fosse, eu acabaria bastante decepcionada.

Porém, Audrey mais uma vez não deixa a desejar e continua a construção de uma personagem crível. Ah, e tem mais um detalhe importante! A Mia FINALMENTE define qual rumo ela quer que sua vida tome deste mês em diante, e parte para uma importante decisão, um passo crucial em seu futuro.

Falando de seu cliente do mês, ele é um gostosíssimo cantor de hip-hop chamado Anton Santiago, mais conhecido por Latin Love-ah. Possui uma assistente pessoal, Heather Renee. E, graças aos céus, Audrey também conseguiu fugir da linha clichê de romances entre patrão e empregada, rs. Nada contra, mas ficaria meio repetitivo, né?

Anton é um cara que, a princípio, parece bem superficial e predador, pois ele “não repete”, segundo suas próprias palavras. E talvez tenha sido um pouco forçado, mas ele possui um lado sensível, compreensivo e diria até filosófico, sabendo lidar com as novas dificuldades de Mia. Como ocorreu com seus clientes anteriores, Mia e Anton acabam criando laços que devem perdurar por muitos e muitos anos.

Voltei a ficar super empolgada e mal posso esperar pelos próximos volumes!
     

Frases Marcantes

“ — Agora eu sei por que você não tem amigos. Você gosta de julgar as pessoas, é arrogante e rude!”

“ — Os pensamentos negativos são plantados como uma semente no cérebro e, uma vez que crescem, tomam conta da mente, infectando a nossa capacidade de enxergar a verdade e a beleza de forma clara. De ver a honestidade por trás de uma pessoa ou situação. No fim, esses pensamentos tomam conta e você perde de vista a alegria de ter essa pessoa na sua vida.”

“Todo mundo sabe que é mais fácil pedir perdão que permissão.”


Capa e Diagramação


A edição é menor do que um livro “normal”, mas não chega a ser pocket (livro de bolso). A capa é bonita, uma das mais sensuais da série. Os capítulos iniciam sempre numa nova página, com o número correspondente e uma figura que me parece uma pimenta. As páginas são amareladas e possui orelhas.
A fonte das letras e o espaçamento são bons. A numeração das páginas é no centro, na parte inferior. Encontrei somente um erro de digitação/revisão (falta de um ponto final), ótimo trabalho da editora.


Leia um Trecho



Book Trailer



Nota



Autora

Audrey Carlan escreve histórias de amor criadas para proporcionar aos leitores uma experiência sexy e romântica. Além de A garota do calendário, ela é autora das séries Falling e Trinity. Seus livros já figuraram nas listas de mais vendidos de jornais como New York Times, Washington Street Journal e USA Today.
Audrey mora na Califórnia com o marido e dois filhos. Quando não está escrevendo, ela gosta de praticar ioga, tomar uma taça de vinho com as amigas e ler romances picantes.


Onde Comprar



O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.


Postado por




Um comentário :

  1. Que ótimo que esse livro consegue superar o anterior, imagino que ser atacada, deve ter gerado um trauma para ela, e isso deveria ser desenvolvido neste volume, até porque eu teria ficado com receio de me entregar de corpo e alma como ela faz. Ainda mais nesse novo relacionamento, vejo que se envolveu e espero que pelo menos nesse faça com que ela mude um pouco sua compostura.

    ResponderExcluir