.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

sábado, 7 de janeiro de 2017

RESENHA #116: A GAROTA DO CALENDÁRIO - AGOSTO, DE AUDREY CARLAN

Ficha Técnica

Título Nacional: A Garota do Calendário – Agosto (Skoob)  
Título Original: Calendar Girl: August (Goodreads
Série: A Garota do Calendário – Livro 8
Autora: Audrey Carlan                 
Editora: Verus – Grupo Editorial Record
Ano: 2016
ISBN: 9788576865292
Páginas: 140
Formato: 20,8 X 13,4 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Romance, Erótico/Hot
Recomendação: 18+



Sinopse

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser. Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Agosto virá com uma tarefa diferente para Mia: ir a Dallas fingir ser irmã do jovem magnata e caubói Max. Mia sabe que sua contratação tem a ver com os negócios de Max, mas nunca poderia imaginar o que está prestes a acontecer.


Opinião

Este livro é o oitavo da série “A Garota do Calendário” e pode conter SPOILERS dos livros anteriores. Leia as resenhas de Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho e Julho.

Mia finalmente se decidiu (ou o cara decidiu por ela, rs) e está se mudando para a casa do Wes. Que chato, hein?! Hahaha. Porém, a protagonista está cheia de receios com esta nova etapa de sua vida.

De qualquer modo, independente das decisões em sua vida pessoal, ela precisa ir a Dallas e conhecer Max, seu próximo cliente. Max é um homem adorável, protetor e muito família. Cyndi, sua esposa, é a dona de casa perfeita (ficou até idealizado demais). Eles possuem uma filhinha e estão à espera do próximo.

Mia deverá fingir ser irmã de Max, por conta do testamento do pai deste, no qual parte da Cunningham Óleo e Gás seria passada a ela. Só que algumas coisas começam a acontecer e Mia fará uma descoberta bombástica! Ou melhor, duas em uma. E, olha, ela foi meio lerdinha, viu!

Ela ficará abalada com essas novidades, que mais parecem o enredo de uma novela mexicana (não me levem a mal, eu adoro novelas mexicanas!), só que no final, dá tudo certo! Ou quase...O desfecho deste volume traz uma notícia que deixará a protagonista sem chão.

Não foi o melhor livro da série, mas foi bom, mantendo um ótimo parâmetro de “A Garota do Calendário” como um todo.
     

Frases Marcantes

“ — Não sei. Odeio dia de mudança. Sempre parece tão definitivo. É como se... você desse um passo à frente e não pudesse voltar atrás.”

“Eu nunca tinha sido algo mais para alguém, mas, agora que era, entendia por que as pessoas faziam aquilo. Se comprometiam com quem amavam. Saber que eu era a escolhida de alguém, sua luz, o final feliz de um dia de merda, me dava uma sensação de poder que não podia ser apagada. Estaria sempre lá, brilhando pelo amor dele e iluminando o meu caminho de volta para casa.”

“ — Uma boa ação é feita sem motivo, sem precisar de pagamento.”

“Cuidado com o que deseja, porque pode se tornar realidade e deixar o seu mundo inteiro de cabeça para baixo.”

“ — Às vezes as pessoas simplesmente não querem ser encontradas, ou então não fugiriam.”


Capa e Diagramação


A edição é menor do que um livro “normal”, mas não chega a ser pocket (livro de bolso). A capa é bonita, apesar de eu não ter gostado muito do vestido. Os capítulos iniciam sempre numa nova página, com o número correspondente e uma figura que me parece uma pimenta. As páginas são amareladas e possui orelhas.
A fonte das letras e o espaçamento são bons. A numeração das páginas é no centro, na parte inferior. Encontrei dois erros de digitação/revisão, ótimo trabalho da editora.


Leia um Trecho



Book Trailer



Nota



Autora

Audrey Carlan escreve histórias de amor criadas para proporcionar aos leitores uma experiência sexy e romântica. Além de A garota do calendário, ela é autora das séries Falling e Trinity. Seus livros já figuraram nas listas de mais vendidos de jornais como New York Times, Washington Street Journal e USA Today.
Audrey mora na Califórnia com o marido e dois filhos. Quando não está escrevendo, ela gosta de praticar ioga, tomar uma taça de vinho com as amigas e ler romances picantes.


Onde Comprar



O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.


Postado por



2 comentários :

  1. Li o primeiro livro, e até que gostei. Estou esperando comprar, todos os livros de uma vez. Não é o tipo de gênero que gosto, mas fiquei muito curiosa.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Quais serão essas notícias bombásticas, peguei vários spoiler dos livros, e já estou curiosa para saber o que acontece. Como vai ficar a relação da protagonista com West, sendo que ela precisa continuar sendo acompanhante, dos seus clientes, isso para mim ficou bem confuso. Já quero ler essa série logo.

    ResponderExcluir