.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

RESENHA #117: A GAROTA DO CALENDÁRIO - SETEMBRO, DE AUDREY CARLAN

Ficha Técnica

Título Nacional: A Garota do Calendário – Setembro (Skoob)  
Título Original: Calendar Girl: September (Goodreads
Série: A Garota do Calendário – Livro 9
Autora: Audrey Carlan                 
Editora: Verus – Grupo Editorial Record
Ano: 2016
ISBN: 9788576865308
Páginas: 128
Formato: 20,8 X 13,4 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Romance, Erótico/Hot
Recomendação: 18+


Sinopse

Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser. Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em setembro, Mia será obrigada a dar o cano no cliente do mês, pois um problema urgente de família exige sua atenção. Ela vai voltar para Las Vegas e ficar cara a cara com o passado, num reencontro que pode reabrir feridas antigas.


Opinião

Este livro é o nono da série “A Garota do Calendário” e pode conter SPOILERS dos livros anteriores. Leia as resenhas de Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho e Agosto.

Se o mês de agosto trouxe várias emoções para Mia, o mês de setembro só pode ter sido seu inferno astral! Foi tanta coisa ruim, ao mesmo tempo, que ainda me questiono como pode acontecer tudo isso com uma única pessoa e ela ainda sobreviver.

O livro começa com Mia velando seu pai, cujo estado de saúde piorou. Ela também precisará cobrar aquele favor de Warren (lembra?) para encontrar a localização de Wes, que está desaparecido há semanas. Não bastasse isso, o imbecil do seu ex, Blaine, resolve que a quer de volta a qualquer custo. E ele não deixará de machucar mais pessoas que a Mia ama para alcançar seu objetivo.

Com tantos contratempos, Mia precisou deixar o cliente deste mês de lado e, com isso, não conseguiu realizar seu pagamento mensal a Blaine e ainda comprometeu o mês seguinte, devido à multa que o cliente recebeu, conforme consta no caso de quebra do contrato.

E nesses momentos de necessidade, ela poderá contar completamente com seu irmão Max, que a salvará de muitas maneiras. Há ainda uma certa aproximação dela com Deus, suplicando para ter seu amor de volta.

O patriotismo americano está levemente presente, defendendo os militares. Não sou lá grande fã disso, mas não chega a incomodar. Mia precisará de muita força para seguir com sua jornada, confiando e torcendo pelo melhor desfecho.
     

Frases Marcantes

“Quando você ama muito alguém, se preocupa mais com a felicidade do outro do que com a sua. Você faz sacrifícios que beneficiam a pessoa amada, não a si mesmo. Claro, é preciso dar e receber, mas tudo isso tem a ver com compartilhar a sua vida, fazer parte de uma família.”

“Ter um plano, qualquer plano, me ajudou a acreditar que eu poderia passar por isso até que tivéssemos mais informações.”

“ — Por favor, Deus, por favor, não me tire o paraíso antes que eu tenha a chance de respirar o ar, mergulhar no calor e nas profundezas da sua beleza.”

“Parecia que a vida era como dirigir um carro com o limpador quebrado e o freio defeituoso em uma estrada escorregadia e escura durante um furacão.”

“O inimigo ataca quando seus pontos fracos estão expostos.”

“ — Mia, nós não podemos nos esconder da vida. Nunca sabemos quanto tempo temos ou o que pode acontecer enquanto estamos vivendo.”


Capa e Diagramação


A edição é menor do que um livro “normal”, mas não chega a ser pocket (livro de bolso). A capa é uma das minhas favoritas. Os capítulos iniciam sempre numa nova página, com o número correspondente e uma figura que me parece uma pimenta. As páginas são amareladas e possui orelhas.
A fonte das letras e o espaçamento são bons. A numeração das páginas é no centro, na parte inferior. Encontrei dois erros de digitação/revisão, ótimo trabalho da editora.


Book Trailer



Nota



Autora

Audrey Carlan escreve histórias de amor criadas para proporcionar aos leitores uma experiência sexy e romântica. Além de A garota do calendário, ela é autora das séries Falling e Trinity. Seus livros já figuraram nas listas de mais vendidos de jornais como New York Times, Washington Street Journal e USA Today.
Audrey mora na Califórnia com o marido e dois filhos. Quando não está escrevendo, ela gosta de praticar ioga, tomar uma taça de vinho com as amigas e ler romances picantes.


Onde Comprar



O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.


Postado por



2 comentários :

  1. Realmente acontece muita coisa ruim de uma vez só neste mês, e isso me deixou bem chateada, logo agora que parecia que as coisas estão entrando no lugar, e agora como vai pagar a multa, e cuidar de seu pai, já espero novas surpresas no mês seguinte.

    ResponderExcluir
  2. ADOREI A RESENHA, NÃO LI AINDA, MAS COM CERTEZA É MAIS UM PARA A MINHA IMENSA LISTA DE LEITURA!!!

    ResponderExcluir