.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

RESENHA #123: A MENINA DOS OLHOS MOLHADOS, DE MARINA CARVALHO

Ficha Técnica

Título Nacional: A Menina dos Olhos Molhados (Skoob)
Série: Azul da Cor do Mar – Livro 2
Autora: Marina Carvalho
Editora: Globo Alt 
Ano: 2016
ISBN: 9788525062079
Páginas: 292
Formato: 23,0 X 15,6 X 1,4 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Romance, Chick Lit




Sinopse

Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo...


Opinião

Este já é o quinto romance da autora que leio e resenho por aqui! O livro é a mesma história de “Azul da Cor do Mar”, contado do ponto de vista de Bernardo. Portanto, para quem não leu o primeiro – assim como eu –, conseguirá compreender tudo muito bem, obrigada.

Bernardo é um jornalista há alguns anos e cobre matérias investigativas para um importante jornal da cidade. Rafaela acaba caindo em seu colo, figurativamente falando, ao se tornar estagiária do jornal e virar sua sombra. Bernardo odeia trabalhar em equipe, devido a um trauma de seu passado, e infernizará a vida de Rafa. Rafaela, por sua vez, é uma baixinha invocada que não se deixará intimidar!

A história, apesar de bem escrita, não apresentou nada de excepcional para mim. O trauma de Bernardo apresenta certa tristeza, com certeza, porém não é pra todo esse drama que ele monta. A Rafa tem uma figura de alguém que ela admira no passado (sem grandes razões, diga-se de passagem), o que acaba atrapalhando qualquer relacionamento futuro dela. Totalmente sem cabimento...

Não consegui me envolver nos dramas do casal e o romance deles não me convenceu. Bernardo tem seu momento babaca mor e Rafaela é bastante imprudente e inconsequente ao tentar provar que é a boazona. Bem, talvez seja só o reflexo da maioria dos casais por aí, vai saber... 

Apesar de ser uma leitura rápida e uma escrita impecável, não necessariamente recomendaria. Acho que dependeria muito do gênero de preferência da pessoa.

  
Frases Marcantes

“Procuro um lugar que deixe claro que tipo de cara eu sou: nem na frente, senão pensarão que sou um nerd puxa-saco de professor, nem no fundão, a fim de não transmitir a imagem de aluno desinteressado.”

“Sou péssimo nessa coisa de trabalhar em equipe, muito pela rasteira que levei tempos atrás. Só insisto em deixar isso às claras antes que Rafaela comece a me chamar de parceiro, transformando-nos naquelas duplas ridículas dos enlatados norte-americanos.”

“As pessoas costumam me achar frio porque, em nome da notícia, não temo encarar situação alguma. Mas só eu sei como me abala constatar que crianças, que deveriam estar na escola ou jogando videogame com os amigos, são usadas pelo tráfico sem que ninguém possa fazer nada a respeito. O pior é que elas são levadas a acreditar que estão no lugar certo, agindo como se não pudessem desejar nada melhor.”

“Meu cachorro não faz ideia do que me deixou tão destroçado. Porém, como todo amigo canino, exibe sua solidariedade se postando de guarda aos meus pés. Retribuo o gesto fazendo um afago atrás das orelhas dele, e ficamos assim, confortáveis em nosso silêncio.”


Capa e Diagramação


A capa é muito linda, aveludada ao toque e com o título e o nome da autora envernizados. Os capítulos sempre se iniciam em uma nova página, que são amareladas, e com trechos do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros. A diagramação está lindíssima! Possui orelhas.
A letra possui um tamanho pequeno, o espaçamento entre linhas é bom e a numeração das páginas fica na parte externa inferior. Encontrei 6 erros de revisão/digitação, que não prejudicam a leitura.


Nota




Autora

A presença da literatura na vida de Marina Carvalho foi essencial para que ela se tornasse escritora. Mineira de Ponte Nova, jornalista e professora, ela sente a necessidade de colocar sua vivência e suas histórias no papel. A menina dos ohos molhados é seu sétimo livro publicado desde 2013. Da autora, a Globo Alt também publica O amor nos tempos do ouro.




Onde Comprar



O livro é uma cortesia da editora Globo Alt. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autora do livro.


Postado por


Nenhum comentário :

Postar um comentário