.
Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

domingo, 19 de fevereiro de 2017

RESENHA #124: MÁRIO, QUE MÁRIO?, DE NELITO FERNANDES

Ficha Técnica

Título Nacional: Mário, que Mário? (Skoob)
Autor: Nelito Fernandes
Editora: Record
Ano: 2006
ISBN: 9788501075567
Páginas: 112
Formato: 20,9 X 14,0 X 0,8 cm
Acabamento: Brochura
Gênero: Ficção, Romance






Sinopse

O que você faria se acordasse com um par de chifres na cabeça? Não, não estamos falando de chifres de traição. Isso hoje em dia é tão comum que não renderia um livro! São chifres DE VERDADE. Mário levava a sua vidinha pacata e anormal quando um belo dia acordou e percebeu que estava com dois chifres. Na busca da solução de seu problema, ele acaba se envolvendo na investigação de um crime. Assassinato, mistério, referências a filmes e seriados, humor, bonecos infláveis e autoajuda. Reunimos tudo isso num só livro para ver se conseguimos emplacar um best seller! Tem até uma sociedade secreta tão secreta que nem aparece nas páginas. E o Mário, claro. Que Mário?



Opinião

Mário Ribeiro é um cartunista e aspirante a escritor, tem 30 anos e é solteiro. Está saindo com Lara e possui um melhor amigo, Pedro. Numa narrativa em 1ª pessoa, logo de cara saberemos que ele acorda com um par de chifres e precisa arranjar um modo de se livrar deles.

A moça que trabalha para ele nos afazeres domésticos – Dircinéia – é hilária. Com soluções e algumas confusões que envolvem a morte de uma velhinha e a revolta de seu marido, espiar hábitos de vizinhos, ir a um centro espírita, o escritor PhD Vandalay Flanders e até perseguição, este curto livro mostrará toda a possível loucura do personagem Mário. Ou será que foi tudo verdade?!

Bem, só lendo para saber... Para mim, mesmo sendo uma leitura rápida e, de certa maneira, divertida, só valeu a pena porque paguei R$2,00 no livro, comprados numa máquina do metrô. Ficou meio sem pé nem cabeça, e a solução definitiva que tanto Mário buscou, e que nada tem a ver com o problema inicial do livro, fica perdida pela decisão tomada a última página.
  

Frases Marcantes

“Só que não tenho que me preocupar com minha masculinidade depois de bater as botas. Até porque, por mais machão que o cara seja, no fim da vida ele sempre acaba sendo enterrado.”

“Desde aquele dia eu aprendi essa lição de vida: quando se está no fundo do poço, não há outro caminho a não ser subir.”

“ — Surra para tirar o encosto? Não dá para mandar uma ordem de despejo para ele, não?”


Capa e Diagramação



A capa é bem chamativa, não só pela cor laranja que a domina, mas pelas “janelas” que mostram cenas aleatórias com fundo em verde-limão. Os capítulos sempre se iniciam em uma nova página, que são amareladas e resistentes. Possui orelhas.
A letra possui um tamanho grande, o espaçamento entre linhas é bom e a numeração das páginas fica na parte central inferior, sendo que as páginas que iniciam capítulos não são numeradas. Não encontrei nenhum erro de revisão/digitação.


Nota



Autor

Nelito Fernandes é jornalista, redator do programa Casseta e Planeta e editor do blog Eu Hein, o mais premiado do Brasil (olha só quanta coisa um sujeito precisa fazer para garantir o sustento). Ele escreveu para os maiores sucessos de humor da TV mundial, como Seinfeld, Friends e Mad About You. Também escreveu para grandes estúdios de Hollywood. Escreveu pedindo emprego, mas não foi atendido. Mário, que Mário? é seu primeiro romance. Se você não comprar este livro, será o último.


Onde Comprar


O livro faz parte de nosso acervo pessoal. A resenha realizada aponta pontos positivos e/ou negativos encontrados pelo autor do post no decorrer da leitura. A opinião do autor é pessoal e independente da editora e/ou autor do livro.


Postado por



Nenhum comentário :

Postar um comentário